Um dos grandes desafios dos gestores, independentemente do porte da empresa, é a organização e gestão financeira dos seus negócios. O objetivo é sempre o mesmo: garantir eficiência econômica e reduzir custos da empresa gerando crescimento constante. Pensando nisso, elaboramos este post com dicas que vão ajudar você a reduzir custos da empresa, já que esse é um dos pilares da gestão organizacional. A redução de custos requer conhecimento prévio, uma gestão inteligente, capacidade de adaptação e visão a médio e longo prazos.

No decorrer do artigo, você vai entender como melhorar a administração do seu negócio reduzindo custos e trazendo o equilíbrio financeiro necessário para crescer ainda mais. Lembre-se de que essas dicas valem para qualquer empresa, não importando o tamanho e o segmento em que atua. Elas podem ser facilmente adaptadas à realidade da sua organização. Aproveite a leitura!

Fique atento à escolha dos seus fornecedores

A primeira dica é um dos grandes segredos da redução de custos: escolher corretamente as empresas que vão fornecer produtos e serviços para o seu negócio. Muito embora alguns empresários e gestores ainda não considerem essa uma estratégia relacionada à redução de custos, ela está indiretamente e fortemente atrelada ao tema.

Isso porque muitas organizações acabam gastando grande parte do seu faturamento com dívidas causadas por fornecedores que, ao não assumirem seus compromissos com seriedade, acabam prejudicando o seu negócio.

Dessa forma, para garantir a redução de custos, você deve elaborar um planejamento e optar por parcerias com empresas que ofereçam bons preços, sempre aliadas a uma prestação de serviço e fornecimento de produtos de alta categoria.

Vale destacar que a relação preço x qualidade está intimamente ligada. Por isso, não basta considerar o baixo preço no momento de adquirir um produto ou serviço, já que esse valor está fortemente relacionado à qualidade.

Faça parcerias e invista na negociação com os seus fornecedores. Busque a opinião de outros clientes que trabalham com essas empresas e avalie se elas têm condições de oferecer o produto e o serviço que você está procurando no momento que precisa e em curto prazo.

Invista na gestão de equipamentos e maquinários

A segunda dica diz respeito à gestão de equipamentos e maquinários. Seguindo a mesma linha de pensamento que estimula a busca por fornecedores que ofereçam produtos e serviços de qualidade, é importante que você tenha uma excelente administração interna de equipamentos e invista na aquisição das melhores máquinas.

Buscando reduzir custos, muitas empresas deixam de aplicar um pouco mais de capital na aquisição de um produto melhor. Entretanto, em longo prazo, essa decisão acaba se tornando cara para a empresa, tendo em vista que os custos de manutenção terminam superando o preço investido inicialmente ― em alguns casos, até mesmo superando o valor que a empresa gastaria adquirindo um item de maior qualidade.

Dessa forma, priorize uma excelente gestão de equipamentos e maquinários, adquira produtos com qualidade comprovada e não esqueça das manutenções preventivas.

Envolva sua equipe no planejamento e gestão

Mesmo nas empresas de menor porte, o envolvimento dos colaboradores é importante para aumentar o engajamento e trazer melhores resultados para o processo de redução de custos. De forma geral, esses profissionais costumam ter boas ideias para compartilhar, já que eles acompanham diretamente todos os processos e etapas de desenvolvimento do trabalho.

Além disso, você pode investir em programas de metas de redução de gastos, premiando os colaboradores que trouxerem soluções efetivas para a redução das despesas. O envolvimento dos funcionários é importante desde o planejamento até a efetiva execução de qualquer processo de redução de custos. Por isso, inclua-os em todas as etapas da sua estratégia.

Promova análises periódicas dos custos

A análise periódica de custos é um processo que demanda tempo e dedicação, mas que traz para o empresário a possibilidade de visualizar, de forma clara, para onde está indo o dinheiro da empresa, além de quais gastos são desnecessários para o regular andamento da empresa.

Elabore listas com os custos da empresa e mantenha um histórico com essas informações. A adoção desse tipo de prática permite que você identifique gastos supérfluos e adote políticas de eliminação para cada um deles.

Além disso, a organização dessas informações permitirá que você elabore uma série histórica e identifique a evolução das suas estratégias de redução de custos, elaborando relatórios e gráficos de resultados.

Articule renegociações de dívidas e tarifas bancárias

Uma outra dica para ajudar você a reduzir custos da empresa está relacionada a um aspecto que deve ser visto diretamente com o banco: a renegociação de dívidas e tarifas. Renegociar as dívidas que porventura você possa ter é uma excelente forma de reduzir taxas de juros, minimizando assim o impacto financeiro no seu negócio.

Ao fazer esse tipo de negociação, é importante que tenha em mente qual a sua capacidade financeira e como ajustar um acordo que seja exequível. Dessa maneira, você alia a redução de gastos com a garantia de cumprimento daquilo que foi acordado com o seu credor.

Além da renegociação de dívidas, outra estratégia interessante de redução de custos é aquela que se refere às tarifas bancárias, que, em muitos casos, consomem uma porcentagem significativa do faturamento de uma empresa. Converse com o seu gerente de conta e negocie essas tarifas visando a redução de gastos e a uma gestão inteligente do seu negócio.

Automatize processos rotineiros

A automatização de processos recorrentes é uma medida importante para aumentar a produtividade e, consequentemente, reduzir custos da empresa. Isso porque quando existem sistemas responsáveis por fazer atendimentos específicos ou emitir documentos automaticamente, por exemplo, sua equipe pode focar em outras atividades.

Mais uma vez, é preciso levar em consideração que um investimento inicial pode ser necessário para automatizar algumas das ações da empresa. Por outro lado, esse investimento pode trazer grande retorno a longo prazo.

Analise e reduza perdas na produção

O processo de produção pode gerar alguns tipos de perdas. Estoque em excesso, superprodução, atividades que não impactam diretamente na produção, mas são necessárias, espera de informações e equipamentos com defeitos são alguns dos itens que fazem as empresas perderem dinheiro.

Para evitar esses custos, é importante analisar os processos de produção continuamente, em busca de gargalos e possíveis pontos que possam ser otimizados. A automação pode ajudar bastante nesse processo. Um exemplo é fazer um planejamento que indique quando e quanto de cada material deve ser resposto. A partir daí, basta deixar a compra já programada para ganhar produtividade.

Reavalie a logística

Outra forma de reduzir custos da empresa é reavaliando os processos logísticos da empresa. Muitas vezes, essa área envolve o transporte de funcionários, a entrega de materiais, documentos e outros itens. Ao acontecerem em momentos independentes, cada viagem vai gerar custos específicos.

Otimizando as atividades de logística, você poderá eliminar alguns desses gastos. Você pode, por exemplo, utilizar uma mesma viagem para fazer mais de uma dessas tarefas, como transportar o funcionário e levar documentos ou programar rotas de atendimento para mais de um cliente ao mesmo tempo.

Com o número de viagens reduzidas, o custo com logística será consideravelmente menor na sua empresa.

Reduza custos desnecessários

Existem alguns custos que podem ser facilmente reduzidos e, até mesmo, eliminados em qualquer empresa. Para começar, o básico. Entenda quais são as necessidades específicas da sua empresa em relação à telefonia, internet e outros serviços e procure pacotes que promovam excelente custo-benefício.

Você também pode criar campanhas e programas de incentivo entre os funcionários para diminuir os gastos com essas e outras contas como energia elétrica e água.

Além disso, pode adotar medidas que auxiliem nessa redução, como adoção de tecnologia em nuvem e preferência pelo e-mail para economizar com a impressão de papéis, investir em climatização e iluminação natural, incentivar a adoção de canecas no lugar de copos plásticos, desligar equipamentos em horário de almoço, entre outros.

Fique atento aos impostos

Todo mundo sabe que os valores gastos com impostos e tributos são elevados no Brasil. Mas isso não significa que não seja possível reduzir custos da empresa nesse quesito. Para isso, você precisa se informar adequadamente.

É importante, por exemplo, que você escolha o regime de tributação ideal para seu negócio para não pagar ainda mais caro. As opções são diversas: Simples Nacional, Lucro Presumido e Real, entre outros. Um contador é o profissional ideal para lhe explicar e ajudar a escolher e tomar decisões em relação a essas e outras questões relacionadas.

Como você pôde ver no decorrer deste artigo, reduzir custos da empresa é um processo que envolve estratégia, engajamento e participação de todos os colaboradores envolvidos.

Investir nessas mudanças requer um conhecimento aprofundado sobre o negócio, a busca por soluções junto ao mercado e o estudo constante da economia. Com essas informações em mãos e força de vontade, você vai ser capaz de reduzir suas despesas e agregar valor a sua empresa.

Agora que você já está pronto, é hora de colocar essas dicas em prática e começar a reduzir custos da empresa. Mas, antes disso, aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de outras dicas interessantes sobre gestão e atendimento ao cliente. Confira!

Leia também o post Fidelização de clientes: aprenda como cativar seus clientes.