Não importa se é laser ou jato de tinta: quando se trata da vida útil da impressora, todos os modelos exigem cuidados específicos para que sobrevivam ao uso diário.

E foi pensando em mostrar para você quais são essas precauções que preparamos este artigo. A seguir, vamos ver 10 dicas muito úteis para manter sua impressora tinindo e funcionando por muito tempo.

Interessou-se pelo assunto? Então, continue a leitura!

1. Escolha a impressora certa para suas necessidades

Há diversos modelos disponíveis no mercado. Por mais que você escolha um equipamento de ótimo custo-benefício, quando falamos em aumentar a vida útil da impressora, a característica que mais deve ser levada em consideração é sua necessidade.

Não adianta nada adquirir uma máquina para uso caseiro se você precisa, por exemplo, imprimir um grande volume de documentos diariamente.

Ao comprar uma nova impressora, escolha sempre um modelo capaz de entregar pelo menos o dobro de suas necessidades mensais de impressão. Com isso, você terá uma boa margem de uso, evitando gastos inesperados com manutenção e afins.

2. Não exceda a capacidade de seu equipamento

Como explicamos anteriormente, nada diminui mais a vida útil da impressora do que exceder sua capacidade de trabalho.

Todo aparelho tem uma estimativa de volume de impressão mensal. Naturalmente, as impressoras de entrada apresentam um valor limitado, enquanto os equipamentos profissionais são capazes de atender à alta demanda de impressão de uma média ou grande empresa.

Se você já tem uma impressora e não deseja que ela quebre tão cedo, descubra qual é seu ciclo de trabalho e não exceda esse número — ou, então, troque o equipamento por um que atenda às suas necessidades.

3. Use apenas papéis de boa qualidade

Variedade de papéis é o que não falta: seja multiuso, fotográfico ou reciclado, sempre haverá o tipo certo para sua demanda. Infelizmente, existem também opções de baixa qualidade, que tendem a atolar ou deixar sujeira no equipamento — além de entregarem um resultado de impressão bastante inferior.

Como a diferença de custo entre um papel ruim e um de boa qualidade não tende a ser tão grande, simplesmente não vale a pena arriscar o desempenho de sua máquina. Acredite: a economia com manutenção e o melhor resultado gráfico compensam.

4. Não exagere na quantidade de papel

Anote esta dica: a bandeja da impressora não é depósito de papel. Seja em equipamentos caseiros, seja em modelos profissionais, o excesso de folhas na bandeja é a principal causa de atolamentos e sobrecargas — o que danifica as engrenagens internas e reduz a vida útil da impressora.

5. Atente à umidade nos papéis

As folhas para impressão devem estar sempre secas. Papéis úmidos ou colocados incorretamente quase sempre resultam em atolamentos.

É por isso que você não deve deixar papéis na bandeja de impressão por muito tempo. Sempre que a impressora não estiver sendo usada, armazene-os em um local seco e arejado.

E, antes de realizar qualquer impressão, folheie os papéis como se passasse os dedos por um bolo de dinheiro para desgrudar as notas. Isso fará com que o equipamento puxe-os com mais facilidade.

6. Não ligue e desligue a impressora o tempo todo

Após ligar seu equipamento, desligue-o apenas se tiver certeza de que não vai mais usá-lo. Toda vez que a impressora é iniciada, os cartuchos são alinhados no trilho — logo, se você repetir isso muitas vezes, haverá um grande desgaste.

Quando for desligar, faça isso sempre pelo botão liga/desliga da máquina. Jamais desligue direto no estabilizador ou no-break, pois tal ação pode danificar a cabeça de impressão e os circuitos eletrônicos do aparelho.

Por fim, é importante lembrar que a tinta pode ressecar se a impressora não for usada regularmente. Sendo assim, recomendamos imprimir alguma coisa a cada 15 dias, no mínimo.

7. Desligue antes de tirar da tomada

Assim como ocorre com qualquer outro aparelho eletrônico, cortes e picos de energia afetam sua impressora. Por isso, caso você precise retirar o cabo da tomada de energia, siga o mesmo procedimento da dica anterior: sempre desligue antes, por meio do botão liga/desliga.

8. Faça limpeza e manutenção regularmente

Sabia que nove em cada dez problemas vistos nas impressoras acontecem por causa da falta de limpeza e manutenção? Pois é. Para manter-se operacional, sua máquina precisa ser limpa regularmente.

Poeira e detritos, bem como resíduos de tinta ou toner, podem dificultar os trabalhos e provocar o mau funcionamento. Comece a limpeza de seu aparelho pelo lado exterior.

Com um pano levemente úmido, retire toda a sujeira acumulada — especialmente na bandeja de papel. Um pequeno aspirador de pó pode ser útil para sugar qualquer impureza que esteja atrapalhando o fluxo suave de papel e provocando atolamentos.

Feito isso, limpe os cabeçotes usando o software de limpeza automática da própria impressora. Nesse processo, serão impressas uma ou duas folhas para limpar eventuais cartuchos entupidos. Não é nada muito complicado: basta seguir as instruções da tela até o final.

9. Use bons cartuchos e toners

Todas as dicas anteriores não adiantarão nada se você for daqueles que insistem em utilizar cartuchos e toners de qualidade duvidosa.

Aqui, cabe o mesmo alerta em relação à qualidade do papel: a diferença de preço entre um bom produto e o dito “econômico” nem é tão grande assim — e o ganho de qualidade e na vida útil da impressora é incomparável.

Se você deseja economizar na impressão, sempre há uma maneira mais inteligente. Imprimir nos dois lados do papel, escolher um modo que use menos tinta (como o “rascunho”) e diminuir os documentos, para que eles ocupem menos páginas, são algumas das opções.

10. Baixe atualizações sempre que possível

Da mesma forma que as atualizações de um sistema operacional resolvem questões de segurança e desempenho em seu computador, as atualizações de software de sua impressora podem melhorar o desempenho do equipamento.

Como essa é uma prática muitas vezes negligenciada, recomendamos que você defina um calendário automático para as atualizações. Assim, o download será feito sozinho sempre que tal opção estiver disponível.

Percebeu como a vida útil da impressora pode crescer significativamente se você seguir nossas orientações? Agora, para receber outras dicas tão úteis quanto essas, assine nossa newsletter e tenha sempre as últimas novidades sobre impressão em sua caixa de entrada. Até a próxima!